Novos agentes de trânsito do Detran participam de formação sobre veículos de emergência

Curso se volta para os 57 novos agentes de fiscalização de trânsito nomeados no Concurso C-177

15/02/2021 15h16 - Atualizada em 15/02/2021 15h32
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) iniciou nesta segunda-feira (15) o Curso para Condutores de Veículos de Emergência. A formação tem como público-alvo os 57 novos agentes de fiscalização de trânsito nomeados no Concurso C-177. O objetivo do curso é mostrar o que a legislação de trânsito prevê sobre as prerrogativas, necessidades e responsabilidades dos agentes do Detran ao conduzir esse tipo de veículo. 

O veículo de emergência é uma viatura oficial identificada pela presença de equipamento de segurança e sinais luminosos e sonoros da sirene utilizados para que os demais condutores percebam a presença desse tipo de veículo na via. Tem prioridade no trânsito e pode circular livremente, mas só deve ser utilizado nas situações de urgência previstas na legislação, ou seja, quando realmente necessitar de rapidez no atendimento.

Instrutor de trânsito, Pedro Guimarães: "Condutor de veículo de emergência tem responsabilidades que o motorista comum não tem"“O agente deve utilizar o veículo de emergência dentro da particularidade de cada situação de trânsito e como todo condutor, observar as regras previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). São responsabilidades que o condutor comum não tem”, explica o instrutor de trânsito do Detran, Pedro Guimarães.

Todos os concursados já participaram da formação inicial no Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp) e agora estão fazendo um curso considerado extra dentro da carga horária de formação. De acordo com o CTB, o curso tem validade de cinco anos, após esse período todos os agentes devem fazer outro curso de atualização.

A formação está dividida em quatro módulos: legislação de trânsito; direção defensiva; noções de primeiros socorros, respeito ao meio ambiente e convívio social; e relacionamento interpessoal.

O coordenador de fiscalização do Detran, Ivan Feitosa, explica que serão formadas três turmas de cerca de 20 alunos ao longo de três semanas, totalizando 50 horas-aula. Após a fase teórica, os novos servidores participam de um curso prático para testar a habilidade na condução dos veículos oficiais do órgão. “É um curso obrigatório para quem ingressa no Detran e a ideia é que todos saiam daqui cientes de como se comportar na condução de um veículo de emergência”, destaca.

Novo agente de trânsito, Marcos Elionai: "Essa formação é extremamente importante, temos o papel, também, de dar exemplo"O agente Marcos Elionai, de 32 anos, é um dos novos concursados do Detran que está aproveitando o curso para aprofundar os conhecimentos sobre a legislação de trânsito. “Essa formação é extremamente importante para nossa carreira, porque além de fiscalizar a sociedade, temos o papel também de dar exemplo aos demais condutores. É uma responsabilidade que aumenta muito mais agora que estamos ingressando em um órgão de trânsito”, comentou.