Detran realizou mais de 100 exames práticos em mutirão no sábado (27)

28/02/2021 10h26
Por Eduardo Vilaça (DETRAN)

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) promoveu no sábado (27), pelo segundo fim de semana consecutivo, o mutirão de exames práticos para os candidatos que pretendem tirar a habilitação para conduzir veículos leves e pesados, nas categorias B e D, especialmente carro e ônibus.

Foram 80 exames para carro e 22 exames para ônibus, ao longo da manhã, pelo período de 8h às 13h. O tempo médio de duração do teste é de 12 minutos.

De acordo com o gerente da Área de Exames Práticos, Darlan Campos, o mutirão foi uma alternativa encontrada pelo órgão para desafogar a demanda reprimida de usuários em busca do serviço. "Em função de existir uma demanda parada por conta da pandemia, o mutirão visa atender os agendamentos e fazer com que flua o nosso trabalho e a vida de quem precisa da habilitação. Sem contar que o documento é requisito para conseguir emprego e tomar posse em concurso público", destaca.

O agendamento de exames práticos pode ser feito através do site do Detran, na sessão Serviços de Habilitação, na aba Agendamento de Exames e Biometria. Bem como entrando em contato via call center, pelo número 154.

O exame prático é composto de três etapas: a primeira é fazer a baliza (estacionar), sendo que o candidato tem 5 minutos para concluir a tarefa, em até três tentativas. Na segunda etapa, o candidato precisa dar uma volta completa em torno do estádio Mangueirão. No entanto, é obrigatório que a velocidade atingida no percurso não ultrapasse 40 km. Por fim, a terceira fase é retornar com o veículo até a área de exames e parar o veículo no local indicado. Cabe frisar que um instrutor do órgão acompanha e avalia o candidato durante toda a execução das etapas, e que o candidato não pode ultrapassar três pontos ao cometer falhas.

Para Felipe Silva, candidato que realizou o exame, o nervosismo é fator importante que deve ser controlado no momento do teste. "Eu estava  nervoso na hora do teste, embora tenha sido tranquilo. Infelizmente, hoje não passei, devido aos vícios: passar a primeira marcha em movimento, não dar o sinal de pisca ao indicar que vai estacionar e ficar apenas com uma mão no volante", conta.

O órgão deve repetir a ação em outros finais de semana para minimizar essa demanda, já que continua com sua capacidade de atendimento reduzida por causa da pandemia. O Detran lembra ainda que os prazos de vencimento de processos de primeira habilitação estão suspensos, justamente para não haver prejuízos aos usuários.

Colaboração: Celso Junior