Estado retoma atividades não essenciais na Região Metropolitana de Belém e restringe acesso ao Marajó

Com a nova atualização, todas as regiões de saúde do Pará passam a ter o bandeiramento vermelho

30/03/2021 08h22 - Atualizada em 30/03/2021 09h56

Está permitido, desde às 5h desta terça-feira (30), o funcionamento de atividades não essenciais nos municípios da Região Metropolitana I (Belém, Ananindeua, Marituba, Benevides e Santa Bárbara do Pará), que saíram do lockdown e avançaram ao bandeiramento vermelho. Com a nova atualização, todas as regiões de saúde do Estado passam a compor, no sistema de bandeiramento, a coloração vermelha. 

As determinações estão dispostas no Decreto Estadual 800/2020, publicado com alterações na manhã de segunda-feira (29), com vigência prevista para às 21h do mesmo dia.

“Encerramos o lockdown e já demos início ao horário previsto para a circulação restrita de pessoas, de 21h as 5h, que é uma das medidas indicadas pelo bandeiramento vermelho, para reduzir os riscos de contágio pela Covid-19”, explicou Ricardo Sefer, procurador-geral do Estado.

Desta forma, estão autorizados a funcionar: shoppings centers com horário reduzido, das 11h às 20h, exceto no caso das praças de alimentação, que devem encerrar às 18h; comércios de rua, com expediente das 9h às 17h; academias de ginástica, com encerramento limitado às 20h, sendo vedadas as aulas coletivas; restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos afins, sendo obrigados a encerrar às 18h. 

Em contrapartida, seguem proibidos, em todos os municípios com bandeira vermelha, cinemas, teatros, bares, casas de shows e estabelecimentos similares. Também ficarão fechados praias, igarapés, balneários e similares nas sextas e segundas-feiras, sábados, domingos e feriados. 

O governo do Estado também restringiu a entrada e a saída de pessoas, por meio hidroviário, em municípios do arquipélago do Marajó, exceto para o exercício de atividades essenciais, para tratamento de saúde ou para pessoas que entejam retornando para sua residência. O transporte de cargas também está permitido, sendo que em todos os casos é necessária a devida comprovação. 

“A determinação foi para dar apoio aos municípios daquela região, que decretaram o lockdown por iniciativa própria, por meio de decretos municipais. Então, estamos atendendo à solicitação dos gestores locais”, complementou o procurador-geral. 

Terminal Hidroviário - Em cumprimento a atualização do Decreto, que proíbe a entrada e saída de pessoas do arquipélago do Marajó, por meio hidroviário, a Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH) informou que o Terminal Hidroviário de Belém (THB) continuará com as operações suspensas durante o bandeiramento vermelho na Região Metropolitana de Belém (RMB). 

A partir desta terça-feira (30), o local ficará aberto somente de 8h às 16h, para situações urgentes, durante o bandeiramento vermelho na região. O THB está com as operações suspensas desde o dia 17 de março, quando a RMB entrou em bandeiramento preto (lockdown), para amenizar o avanço da Covid-19 na região. 

"É uma medida importante para resguardar a vida das pessoas neste momento tão complicado. Dessa maneira, o Terminal Hidroviário continuará com as operações suspensas. Neste período, as dependências do terminal passam por higienização constantemente e também aproveitamos para fazer as manutenções nas nossas rampas metálicas e flutuantes", destaca Abraão Benassuly, persidente da CPH.

Por Barbara Brilhante (PGE)