Projeto de fábrica de cimento no Distrito Industrial de Ananindeua será ampliado

A projeção é de que mais 400 empregos diretos e indiretos sejam gerados com a ampliação.

28/05/2021 12h11 - Atualizada em 28/05/2021 14h49

A Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec) e a Polimix Concreto, empresa que está em implantação no Distrito Industrial de Ananindeua, assinaram escritura de compra e venda de uma área de 67,9 mil m² para a expansão do projeto de instalação de uma fábrica de cimento, no Distrito da Região Metropolitana de Belém. O ato de assinatura, na última terça-feira (25), contou com a presença do titular da Codec, Lutfala Bitar; do líder do projeto, Andrey Alves Lira; e do geólogo da empresa, Felipe Ribeiro Amaral. 

Com a expansão, a fábrica da Polimix, que será especializada na fabricação de cimentos portland, ocupará uma área total de mais de 23 hectares o que corresponde a aproximadamente 30 campos de futebol. A projeção é de que pelo menos 440 empregos diretos e indiretos sejam gerados. Com a aquisição dessa nova área, a Polimix poderá instalar uma segunda linha de produção, ampliando a capacidade de 500 mil para 1 milhão de toneladas de cimento por ano. O início das operações está previsto para o segundo semestre de 2022. 

“O empreendimento terá investimento total de R$200 milhões na sua primeira fase sendo que R$50 milhões já estão sendo investidos em projetos e equipamentos. Além disso, também conseguimos, com o apoio da Codec, a liberação da linha de energia de 69 kilowatts, que o Distrito não tinha, o que também vai ser benéfico para as novas empresas que se implantarem na área. Agora aguardamos o fim do período chuvoso para início das obras”, explicou Andrey Lira sobre o andamento da implantação.

Ainda de acordo com o líder do projeto, um dos diferenciais da unidade será a possibilidade de saída dos produtos via terrestre e fluvial aproveitando todo potencial logístico do Pará, algo inédito para a empresa. 

Apoio - Sobre o suporte oferecido pela Codec para viabilizar o novo negócio, Andrey Alves Lira ressaltou a importância da dedicação da Companhia em projetos de investimentos. “Percebemos aqui um ambiente que realmente colabora com os negócios, que conta com o acompanhamento da Codec e da equipe que sempre nos procura para acompanhar o status e para oferecer a ajuda que precisamos”, concluiu.

O apoio oficial foi firmado em 2020, quando a Polimix e o Estado do Pará celebraram um Protocolo de Intenções, que determinou prioridade para a implantação da fábrica no Distrito de Ananindeua, área sob gestão da Companhia Estadual.  

Lutfala Bitar, presidente da Codec, comemorou a ampliação e reforçou o papel da Companhia na promoção das oportunidades do Estado. “A chegada de uma nova empresa é sempre motivo de comemoração para todos nós, porque esse é o nosso papel, ajudar a viabilizar novos investimentos a partir das nossas melhores oportunidades e da localização estratégica dos Distritos Industriais estaduais, como é o caso de Ananindeua. Desta forma, ficamos felizes com o andamento desse projeto que certamente trará inúmeros benefícios para a região metropolitana e para o estado de maneira geral”, disse o presidente. 

Por Igor Nascimento (CODEC)