Pela terceira vez em 2021, Pará registra 24 horas sem registros de crimes violentos letais

Os dados de junho vêm consolidando uma queda na criminalidade já constatada em abril e maio, em todo o território paraense

09/06/2021 20h42 - Atualizada em 09/06/2021 23h45

Pela terceira vez este ano, o Pará não registrou nenhum crime violento letal intencional (CVLI), que reúne homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os dados foram aferidos entre meia-noite e 23h59 de terça-feira (08), nos 144 municípios, e consolidados pela Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), que acompanha os índices de criminalidade no território paraense. A divulgação, nesta quarta-feira (09), coube à Secretaria de Estado Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Os dados de terça-feira refletem uma realidade já constatada em abril, mês considerado o melhor na linha histórica desde 2010, tanto na Região Metropolitana de Belém quanto no restante do Estado, e também em maio, que igualmente apresentou importante declínio na criminalidade, com 24 horas sem registros de CVLI.O empenho das forças de segurança nas ruas contribui para a queda nos índices de criminalidade

Nesta primeira semana de junho, entre os dias 1º e 8, no Pará houve queda nos índices de 48,5% em relação ao mesmo período de 2018. Já no acumulado, de 1º de janeiro a 8 de junho, o percentual de declínio em relação ao mesmo período de 2018 é de 45,8%.

Desafio diário - Resultado do empenho das forças de segurança, integrado ao trabalho de inteligência e ao volume de investimentos, a redução da criminalidade é um desafio diário enfrentado pela Segup, afirma o titular da Secretaria, Ualame Machado. Em sua avaliação, o ano vem registrando queda dentro de um quadro de estabilidade adquirido nos últimos dois anos.O trabalho integrado resulta no êxito das ações de segurança

“Nós tivemos o que chamamos de dia zero, que é um dia sem registro de crimes violentos letais intencionais em todo o Estado. Algo que era, de fato, inusitado até poucos anos atrás. Para se ter ideia, a média diária de CVLI no Estado era de 12 por dia até 2018. A partir daí, nós conseguimos baixar para metade dessa média, e mesmo assim conseguimos dias em que os dados apontam zero, ou seja, nenhuma ocorrência dessa natureza”, ressaltou Ualame Machado.

Segundo o titular da Segup, os dados são fruto de um trabalho integrado, do empenho das forças de segurança e de todos que estão nas ruas trabalhando diariamente para manter a segurança da população. “Sabendo também que há muito a ser feito, até porque a cada crime que ocorre nós temos o dever de apurar, e também de evitar os demais. Entretanto, é o indício do caminho correto. Pela terceira vez alcançando o dia zero em 2021, algo praticamente impossível de acontecer a poucos anos atrás quando se pensava no Pará”, destacou. (Texto: André Macedo - Ascom/Segup).

Leia mais:

https://agenciapara.com.br/noticia/27840/

https://www.agenciapara.com.br/noticia/28388/

Por Governo do Pará (SECOM)