Pará apresenta atrativos do Oeste em feira de negócios turísticos no Rio Grande do Sul

Setur adota estratégia de entregar aos participantes material de divulgação em meio digital, em pen-cards e QR Codes

02/08/2021 19h29 - Atualizada em 03/08/2021 14h47

O Governo do Pará, representado pela Secretaria de Estado de Turismo (Setur), participou presencialmente, pela primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19, da 35ª Feira de Negócios Turísticos da Ugart (União Gaúcha das Operadoras e Representantes de Turismo), realizada na sexta-feira e no sábado (30 e 31 de julho), no Barra Shopping Sul, em Porto Alegre (RS). A 35ª edição do evento foi um bom termômetro para diversas marcas e expositores terem noção da retomada do mercado do turismo, com aproximadamente 1,6 mil participantes, em dois dias de programação.Um dos eventos de capacitação na Feira de Negócios Turísticos promovida Ugart

“A ideia foi fazer uma rodada de capacitação, principalmente com os agentes de viagens do Sul do País. É um evento que congrega representantes do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, e também dos países do Cone Sul, que aproveitam para construir relacionamentos, interagir e conhecer as novidades do mercado turístico. Nossa equipe fez especialmente uma apresentação da área de Santarém e Belterra (municípios do Oeste do Pará), para que dentro de uma estratégia de focar mais em alguns destinos possamos ter uma maior profundidade sobre quais são os produtos, fornecedores e experiências, e não falar de forma superficial do Estado, que é gigantesco e tem muitas oportunidades. A apresentação teve esse foco, mas durante as rodadas de negociação levamos material de todos os destinos do Pará”, informou o secretário de Estado de Turismo, André Dias.

Alessandra Pamplona, diretora de Produtos Turísticos da SeturA diretora de Produtos Turísticos, Alessandra Pamplona, acrescentou que a Feira “foi o nosso primeiro evento presencial do ano, e voltado para o agente. A Setur participar foi importante para entendermos onde atuar. Como podemos ser facilitadores e ajudar nesse apoio à comercialização. Todos os protocolos de higiene e segurança foram adotados. Também nos preocupamos com isso. Não levamos nenhum material impresso. Todo o nosso conteúdo foi entregue em meio digital, através de pen-cards e QR Codes, já pensando não somente na questão da pandemia, mas também da sustentabilidade”.

Para Armino Gonçalves, coordenador de Eventos da Setur, a participação do Pará no evento foi muito positiva. “Nós fomos bastante procurados em nosso estande. A presença de público foi bem satisfatória. Essa retomada para o mercado do turismo brasileiro é fundamental. A estratégia da adoção do portfólio digital foi muito elogiada pelos organizadores e participantes da Feira”, ressaltou.Estande do Governo do Pará no evento realizado em Porto Alegre

Interpraias - O Sul é um dos mercados emissores prioritários do Pará, e tem uma tendência de consumo por destino de sol, praia e natureza. Por isso, a capacitação promovida pela Setur foi voltada para o potencial turístico da região do Baixo Tapajós, com destaque para o segmento de sol e praia. Tanto que a região é palco do Interpraias, projeto-piloto da Setur, que se constitui em uma via de acesso que vai interligar as praias de Santarém e Belterra desde o Aeroporto de Santarém.

É uma parceria entre os governos municipal, estadual e federal, por meio do Ministério do Turismo (Mtur). “Essa nova estratégia que adotamos, essa opção de escolher uma região de maior apelo para apresentar aos agentes e operadores, ao invés de falar de todo o Estado do Pará, surtiu muito feito”, assegurou Alessandra Pamplona.

Texto: Israel Pegado (Ascom/Setur)

Por Governo do Pará (SECOM)