Sedop e Seel promovem reunião sobre obras no Mangueirão

03/09/2021 17h45 - Atualizada em 03/09/2021 18h54

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedop) e da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) participaram, na tarde desta sexta-feira (03), de uma reunião sobre as obras de reconstrução e modernização do estádio Mangueirão, em Belém. 

O encontro foi uma oportunidade de alinhar informações referentes ao projeto entre as pastas. Também participaram da reunião arquitetas responsáveis pelo projeto, que apresentaram detalhes sobre o novo Mangueirão. 

“É importante, neste momento, socializar as informações. Poder visualizar o que vai ser o estádio. Conhecemos a funcionalidade ultrapassada que hoje o estádio apresenta e ver o trabalho que está sendo desenvolvido é motivo de satisfação.” destacou o secretário Nivan Noronha, titular da Seel.

O engenheiro Civil Ruy Cabral, titular da Sedop, também reafirmou a importância da realização de reuniões para estreitar a relação entre os órgãos responsáveis pelas obras no Mangueirão. “É uma reunião extremamente positiva, principalmente pela integração entre Sedop e Seel, para que possamos comungar do mesmo pensamento. Hoje ouvimos opiniões e conceitos a respeito da obra, no que diz respeito à arquitetura, lugares, ocupações, e rampas.” disse o secretário. 

Iniciados em 2021, os trabalhos no estádio Mangueirão seguem em ritmo acelerado, com serviços de demolição e readequação de áreas internas, além de obras nas áreas de ampliação das cadeiras cativas. 

Secretário Ruy CabralA obra do Estádio Mangueirão garantirá a completa reestruturação do estádio, incluindo a renovação geral da pintura, reforma geral de banheiros e bares, substituição dos assentos das arquibancadas, substituição do gramado e piso da pista de atletismo, ampliação das áreas de circulação e adequação dos espaços atendendo as normas atuais de federações nacionais e internacionais de futebol. O Estádio também terá sua capacidade ampliada para 50 mil espectadores. O projeto tem previsão de conclusão para o final de 2022.

Por Matheus Rocha (SEDOP)