Detran inicia matrícula dos beneficiários do Programa CNH Pai D'égua

18/10/2021 17h01 - Atualizada em 18/10/2021 17h04

O Departamento de Trânsito do Estado (Detran) iniciou nesta segunda-feira (18), a matrícula dos candidatos selecionados pelo Programa Social CNH Pai D'égua. A relação dos 10 mil aprovados foi divulgada na última sexta-feira (15), com a data individual de matrícula de cada candidato. O objetivo do programa é garantir inclusão social a pessoas de baixa renda por meio do acesso à Carteira Nacional de Habilitação (CNH), de forma gratuita. Desde as primeiras horas da manhã, dezenas de selecionados compareceram ao Detran, em Belém, e nas Ciretrans (Circunscrição Regional de Trânsito), no interior do Estado, para garantir a matrícula.

Neste primeiro dia, cerca de 300 candidatos estavam aptos à matrícula em todo o Estado. Esta fase compreende a apresentação dos documentos pessoais e de escolaridade exigidos pelo edital, além da biometria. Após essa etapa, os beneficiários podem agendar os exames médico e psicotécnico, presencialmente, no ato da matrícula, ou pela internet, no site do Detran, no link “agendamento de exames e biometria”. 

Basicamente, foram atendidos os candidatos que se inscreveram para inclusão de categoria, ou seja, pessoas que já possuem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e desejam obter a permissão para conduzir outros tipos de veículos. Nesta terça-feira (19), será a vez dos candidatos inscritos para a primeira habilitação. “A procura nesse primeiro dia é considerada positiva, o que comprova a execução do programa e, aos poucos, vamos avançar no processo para finalmente ver o sonho dessas pessoas materializado”, comenta o diretor-geral do Detran, Marcelo Guedes. Quem não comparecer na primeira data do agendamento deve aguardar por um novo agendamento até o dia 17 de dezembro. “As pessoas devem priorizar a data previamente agendada, pois quem não comparecer até o prazo limite, em dezembro, será excluído e abrirá uma nova vaga para outra seleção”, informa o diretor. 

Feliz por ter sido selecionada, Carla Rodrigues, de 47 anos, vai realizar o sonho de dirigir motocicleta. "Eu espero, de repente, novas oportunidades de emprego, mas também penso nos passeios", comentou a autônoma. Um desejo comum entre os selecionados é o de se tornar mais qualificado por meio da CNH. Sheila Oliveira é formada em gestão empresarial, mas infelizmente se encontra desempregada, entretanto, ela acredita que o programa social vai levá-la de volta ao mercado de trabalho. "Está sendo um sonho realizado poder adicionar a categoria", garante. 

Já o universitário, Rodrigo Araújo, comemora a seleção ao programa: "Eu consegui! Ter CNH A e B é fundamental na busca de emprego, um diferencial. Sinto que isso vai me abrir portas. O projeto veio em excelente hora", afirmou Rodrigo, que já pensa em utilizar a CNH para concursos públicos. Em Marabá, onde a procura também foi intensa ao longo do dia, o Janilson Silva adicionou a categoria A na habilitação e vai utilizar o programa para conseguir um emprego melhor. “Estou muito feliz por ter conseguido, agora é usar a CNH para melhorar a renda da família”, declarou. 

Por Leidemar Oliveira (DETRAN)