Governo busca oportunidades de investimentos para o Plano Estadual Amazônia Agora

Governador Helder Barbalho reuniu-se com líder global do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e discutiu financiamentos para ações ambientais no Pará

08/11/2021 12h14 - Atualizada em 08/11/2021 13h03

O governador, Helder Barbalho, em reunião nesta segunda-feira (8) com representantes do BID na COP26, em Glasgow, na Escócia O financiamento climático e produtivo ao Pará foi tema da reunião entre o Governo do Estado e o líder global do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para mudanças climáticas, Juan Pablo Bonilla, nesta segunda-feira (8), durante a Conferência da ONU sobre Mudança Climática, a COP26, em Glasgow, na Escócia. 

"Reunimos com o BID e tratamos sobre o Plano Estadual Amazônia Agora, com a expectativa de apoio do Banco para nossas metas. Foi um diálogo importante para mostrar o trabalho que vem sendo realizado na agenda ambiental e de desenvolvimento social pelo Governo do Pará", frisou o governador Helder Barbalho, acompanhado do secretário de Meio Ambiente, Mauro O’de Almeida , e do secretário adjunto de Recursos Hídricos, Clima e Bioeconomia da Semas, Raul Protázio Romão. 

Líder Global do BID, Juan Pablo Bonilla ressaltou que o encontro foi importante para desenvolver novas ações do plano ambiental do Estado para Amazônia. "Nós tivemos uma reunião muito importante com o Governador do Pará, falamos sobre o Plano Amazônia Agora, e gostaríamos muito de fortalecer essa parceria com o Governo para apoiar esse movimento, essa colaboração técnica, e um possível financiamento para o futuro do Plano Amazônia Agora", disse Juan Bonilla, após a reunião com a equipe do Governo do Estado.

O governador do Pará tem apresentado o Plano Estadual Amazônia Agora aos organismos internacionais, na COP26Parcerias - Ainda nesta segunda-feira, o chefe do Executivo estadual e representantes da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) participaram de outra reunião, dessa vez, com o CEO (diretor executivo) da The Nature Conservancy (TNC), Jennifer Morris, para alinhar novas ações do Plano Estadual Amazônia Agora (PEAA).

Na prática, o plano de ação do Estado visa a integrar a redução das taxas de desmatamento ilegal e queimadas, o incentivo à produção e ao consumo sustentáveis, o reflorestamento de áreas degradadas e a captação de investimentos para o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono.

"A TNC é uma grande parceira do Pará desde a concepção do Plano Estadual Amazônia Agora, onde tem trabalhado com o Estado. Atualmente ela nos ajuda em diversas frentes como a restauração de 20 mil hectares, com patrocínio da empresa Amazon, um mecanismo de rastreabilidade da pecuária do Pará, ou seja, no selo verde. Ela também nos ajuda a construir o instrumento de salvaguarda para nossos povos tradicionais, ribeirinhos e quilombolas. Então, hoje, nossa reunião com a TNC foi para expandirmos essas parcerias e trazer cada vez mais escalas, já que o Pará é um estado grande e que precisa de um grande volume de investimento e de apoio. A TNC ficou impressionada com a qualidade de planejamento que o Pará tem e com que o Estado tem feito com recursos próprios", destacou o secretário adjunto de Recursos Hídricos, Clima e Bioeconomia da Semas, Raul Protázio Romão.

Ainda pela manhã, o governador do Estado, Helder Barbalho; o secretário de Meio Ambiente, Mauro O’de Almeida; e o superintendente de Gestão de Programas do Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), Manoel Serrão, se encontraram para discutir os próximos passos para o fortalecimento do Fundo da Amazônia Oriental (FAO).

Por Governo do Pará (SECOM)