"Primeiro Pedal da Saúde" do Hospital Abelardo Santos alerta aos cuidados para prevenir o diabetes

Essa é a segunda ação da unidade em 2021, realizada para chamar a atenção à prevenção da doença que atinge 16,8 milhões de brasileiros

06/12/2021 10h36 - Atualizada em 06/12/2021 10h56

Na manhã do último domingo (5), um passeio ciclístico organizado pela equipe do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), em Icoaraci, distrito de Belém, em parceria com o Fórum Paraense do Mutirão do Diabetes, movimentou as principais ruas do entorno da unidade. A programação que teve como objetivo chamar a atenção da sociedade para prevenção, diagnóstico e tratamento do diabetes, contou com cerca de 100 participantes e teve duração de aproximadamente duas horas.

O "Pedal da Saúde" é a segunda ação promovida pela unidade de alta complexidade do Governo do Pará com o objetivo de alertar toda a população para a doença que vem atingindo cerca de 16,8 milhões de adultos e crianças em todo o Brasil, deixando o país no 5º lugar do ranking mundial da enfermidade. Além do passeio ciclístico que contou com o percurso de quase duas horas, os participantes tiveram um momento de conversa com profissionais da área, com direito a frutas e muita hidratação, no estacionamento do Abelardo Santos.

 

Participação

A iniciativa contou com a presença do servidor público José de Ataíde de Lima, de 56 anos. Atento à saúde e aos benefícios das atividades físicas na rotina, ele pedala há 10 anos. “Estava bastante ansioso para o evento, afinal é um pedal especial, uma vez que estamos apoiando uma causa nobre, tornando esse momento duplamente prazeroso”, frisou.

Entusiasmada com o evento, a professora de educação física Walquiria Alves, que colocou o pedal há um ano e quatro meses em suas atividades, fez questão de exaltar os benefícios do esporte na vida do ser humano. “Andar de bicicleta faz com que os níveis de açúcar disponíveis no sangue permaneçam estáveis, com isso, diminui o risco de desenvolvimento do diabetes. Além disso, o ciclismo também aumenta a imunidade, melhora a circulação e fortalece a musculatura”, observou.

 

Iniciativa

A diretora do Fórum Paraense do Mutirão do Diabetes, Belina Soares, explicou que a programação visa aumentar a conscientização global sobre o diabetes e contribuir para a redução da incidência do Diabetes Mellitus (DM) e da morbimortalidade da doença, melhorando a qualidade de vida da população. “Nosso objetivo é alertar a sociedade sobre a prevenção, diagnóstico e sequelas do diabetes e reforçar que os cuidados com a saúde envolvem hábitos saudáveis como boa alimentação e atividade física, que são essenciais, tanto para as pessoas que não são acometidas pela doença, quanto para as que são”, enfatizou a presidente.

 

Hospital

A primeira iniciativa promovida pelo Hospital Abelardo Santos com o foco na atenção à doença foi realizada também na própria unidade, no dia 12 de novembro, em alusão ao Dia Mundial do Diabetes, comemorado em 14 do mesmo mês. O projeto contou com a oferta de consulta médica com oftalmologista, orientações de profissionais de saúde e a entrega de material informativo, destinado aos pacientes renais crônicos acolhidos no hospital, administrado pelo Instituto Mais Saúde, em parceria com a Secretaria de Saúde Pública (Sespa).

“Iniciativas como estas são fundamentais para a disseminação de informações relacionadas às doenças. Esses alertas despertam na sociedade ocuidado com a saúde e o bem-estar. Atualmente, o HRAS é referência na Rede Estadual de Saúde do Pará em nefrologia. Temos uma clínica de hemodiálise com mais de 90 pacientes divididos em três turnos. Deste, 42 apresentam diabetes. Isso é preocupante e por isso, enfatizamos que o diabetes pode ser prevenido com hábitos saudáveis”, alertou Marcos Silveira, diretor executivo do Regional Abelardo Santos.

 

Cuidados

O coordenador do Fórum Paraense do Mutirão do Diabetes, o oftalmologista Edmundo Almeida, também adverte quanto aos cuidados com a doença. “As pessoas precisam entender que devem se cuidar para prevenir essa enfermidade que acomete 16 milhões de brasileiros e, que, somente em Belém, tem uma prevalência de 7.2 a 7.6% de nossa população diabética. Daí a necessidade de se prevenir. É importante procurar evitar bebidas açucaradas, como refrigerantes, fazer atividades físicas constantes, caminhar durante 30 a 50 minutos. E cuidar do seu peso também. O sobrepeso é um fator de risco”, observou o médico.

 

Dados

Segundo os dados contidos no Atlas do Diabetes da Federação Internacional de Diabetes (IDF), o Brasil é o 5º país em incidência de diabetes no mundo, com 16,8 milhões de doentes adultos (20 a 79 anos), perdendo apenas para China, Índia, Estados Unidos e Paquistão. A estimativa da incidência da doença em 2030 chega a 21,5 milhões.

Texto: Roberta Paraense/Ascom HRAS

Por Luana Laboissiere (SECOM)