Sejudh participa da Assembleia Geral do Conselho Indígena Tapajós-Arapiuns

Evento em Santarém, no oeste do estado, objetiva realizar o processo eleitoral da nova gestão do Conselho, para mandato de dois anos

07/12/2021 13h39 - Atualizada em 07/12/2021 15h54

Momento da Assembleia Geral do Conselho Indígena Tapajós-Arapiuns (CITA) para a escolha da nova gestão da entidade Entre os dias 6 de 8 de dezembro, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio do Programa Raízes, está participando da Assembleia Geral do Conselho Indígena Tapajós-Arapiuns (CITA), com o objetivo de realizar processo eleitoral da nova gestão do Conselho, para mandato de dois anos, com a participação de pessoas indígenas de diversas etnias.

O CITA reúne 13 povos da região do Alto Tapajós. Representantes dos povos Jaraki,  Munduruku, Cara Preta, Borari,  Arara Vermelha, Apiaká, Arapium, Tupinambá, Tupaia,  Tapajó, Kuramuara, Tapuia e Maytapu fazem parte do Conselho. 

Pessoas indígenas de diversas etnias participam da Assembleia Geral do Conselho Indígena Tapajós-Arapiuns até esta quarta-feira (8)A convite da atual coordenação do CITA, a Sejudh, por meio da Gerência de Proteção dos Direitos dos Povos Indígenas, vinculada ao Programa Raízes, está participando do evento com a presença da gerente, Puyr Tembé, e da técnica, Simone Silva.

Na ocasião, Puyr Tembé falou da atual conjuntura e da importância do fortalecimento das organizações indígenas e de suas lideranças nas regiões de integração do Estado, visando à unificação da luta pelos direitos e defesa dos povos indígenas no Estado do Pará. “A atuação do CITA, enquanto instância de controle social, na região do Tapajós, está ligada diretamente à luta pelos direitos dos povos indígenas”, ressaltou Tembé.

A programação seguirá até esta quarta-feira (8), data da eleição da nova coordenação do CITA, para um período de gestão de dois anos, além de programação cultural com rituais e cantos dos povos indígenas da região do Alto Tapajós.

Por Gerlando Klinger (SEJUDH)