Detran intensifica ações de conscientização e fiscalização na virada do ano

A Operação 'Boas Festas' resultou, entre outros números, em 63 pessoas autuadas por alcoolemia, com outras 17 se recusando a fazer o teste do etilômetro. Apenas em Salinas, 21 prisões foram efetuadas por alcoolemia

03/01/2022 12h56 - Atualizada em 06/01/2022 10h50

Presente em 23 municípios paraenses durante a Operação "Boas Festas", o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) intensificou sua atuação entre os últimos dias de 2021 e os primeiros de 2022, período em que o fluxo de veículos nas estradas paraenses aumenta consideravelmente. O plano de ação do órgão é definido com base na observação de municípios e distritos mais procurados pela população, com a realização de trabalhos educativos e também de fiscalização, esta com foco, principalmente, no combate à alcoolemia, a fim de prevenir acidentes e infrações.

Bento Gouveia é diretor técnico-operacional do Detran "O monitoramento feito pelo Detran nas vias estaduais, especialmente a PA-391 e a PA-444, mostra um volume muito grande de veículos transitando por esses destinos, Mosqueiro e Salinas, respectivamente. Ambos com uma média na casa de 80 mil veículos. Então, o trabalho, tanto da Coordenadoria de Educação do órgão quanto dos agentes de fiscalização, é feito para minimizar os riscos de acidente. As abordagens educativas são feitas em mercados e feiras livres das cidades, nas praias, nos bares e, claro, diretamente nas vias também. Alertamos quanto aos fatores de risco e buscamos conscientizar os condutores para que respeitem as leis de trânsito", explica o diretor técnico-operacional do Detran, Bento Gouveia.

Balanço

As equipes de Educação do órgão atenderam, de 28 de dezembro a 2 de janeiro, 5.280 pessoas em cinco municípios - Salinas, Mosqueiro, Santa Bárbara, Marapanim e Bragança. Essas ações são desenvolvidas em conjunto com os demais órgãos de segurança e com o apoio dos órgãos de trânsito municipais, tendo como público-alvo adultos e crianças, que atuam como agentes multiplicadores de educação de trânsito, levando a informação para as suas famílias. Além disso, do início da operação, no dia 23, até o dia 2, o Detran registrou 3.873 autuações, sendo as principais cometidas: o não uso do capacete por motociclistas, veículos com licenciamento em atraso, passageiro na motocicleta sem o capacete, ultrapassagem pela contramão e dirigir veículo sem possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Já 63 pessoas foram autuadas por alcoolemia, com outras 17 se recusando a fazer o teste do etilômetro. Apenas em Salinas, 21 prisões foram efetuadas em decorrência da alcoolemia. De acordo com o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o crime de trânsito por embriaguez ocorre quando o resultado do teste é igual ou superior a 0,34 miligramas de álcool por litro de ar. Neste caso, a detenção é de seis meses a três anos, multa de R$ 2.934,70 e perda do direito de dirigir.

"É sempre bom lembrar: a tolerância é zero. Se você beber e for dirigir, vai ser autuado. Se ultrapassar o limite de 0,34, preso. A combinação de álcool e direção aumenta significativamente as chances de lesões e mortes no trânsito, portanto devemos agir com rigor nas rodovias estaduais. É pela segurança da população, para salvar vidas", diz Gouveia.

Em relação a acidentes, na rodovia BR-316, no perímetro de responsabilidade do Estado, entre os km 1 e 18, foram registradas 11 ocorrências de acidente, todas sem vítimas, apenas com danos materiais. Na PA-391, foram três acidentes registrados, tendo uma vítima fatal. Já na PA-444, quatro ocorrências sem vítimas foram registradas.

"A única morte que tivemos nesse período foi devido a uma ultrapassagem proibida. Por isso batemos nessa tecla: respeite as leis de trânsito. O Detran está presente para ajudar, para conscientizar, mas o condutor também precisa colaborar e dirigir com responsabilidade", completa Bento Gouveia.

Por Eduardo Vilaça (DETRAN)