Contratação de aprendizes no Pará alcança recorde

Só o primeiro trimestre de 2022 teve três mil aprendizes contratados, o maior resultado entre os estados da região Norte

11/05/2022 19h29 - Atualizada em 11/05/2022 19h34

O Pará registrou quase três mil contratações de jovens aprendizes entre janeiro e março de 2022, segundo levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/PA) baseado em dados do Ministério do Trabalho. Por meio do programa "Primeiro Ofício", executado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), jovens entre 14 e 24 anos que se encontram em vulnerabilidade podem ter uma oportunidade de inserção no mercado de trabalho.

Para o titular da pasta, Inocencio Gasparim, o novo estudo do Dieese/PA reafirma a trajetória de crescimento da contratação de jovens no Pará - só o primeiro trimestre de 2022 teve três mil aprendizes contratados, o maior resultado entre os estados da região Norte.

"Seguimos ampliando políticas de empregabilidade para a juventude paraense, que tem se adaptado e criado oportunidades com destaque para os setores do Comércio, Indústria e Serviços, que juntos foram responsáveis por mais de 80% das oportunidades geradas. A Seaster tem impulsionado essa contratação por meio do programa 'Primeiro Ofício', ampliando e garantindo que empresas contratem jovens em situação de vulnerabilidade e crie oportunidades de emprego e renda para a nossa população.

Syane Vitória tem 19 anos e afirma ter tido uma experiência muito enriquecedora no "Primeiro Ofício". "Aprendi muitas coisas, não só da vida profissional, mas aprendi a administrar a minha própria vida, sou muito grata pelo programa, por ter me ajudado e por ter aprendido tanto", reconhece. 

Por Carol Menezes (SECOM)