Detran suspende atendimento na região oeste do Pará a partir desta terça-feira (19)

O bandeiramento na região mudou de Laranja para Vermelho no último sábado (16), e órgão age preventivamente para evitar a disseminação do novo coronavírus

18/01/2021 16h47 - Atualizada em 18/01/2021 17h25
Por Leidemar Oliveira (DETRAN)

O enfrentamento à Covid-19 e a necessidade de reforçar as medidas de prevenção na região oeste do Pará fez com que o Departamento de Trânsito do Estado (Detran) suspendesse o atendimento nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) de seis municípios. A partir desta terça-feira (19), as agências de Santarém, Alenquer, Almeirim, Monte Alegre, Óbidos e Oriximiná estarão fechadas.

A decisão foi tomada após reunião com os agentes de segurança, realizada na manhã desta segunda-feira (18), na Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). O bandeiramento na região mudou de Laranja para Vermelho no último sábado, por meio do decreto nº 800, do governo do Estado, revisado e publicado em edição extra do Diário Oficial.

Em Santarém, ainda haverá expediente apenas interno, nesta terça-feira, para conclusão dos processos em andamento, mas a agência também fechará totalmente já na quarta-feira (20). Com isso, ficam suspensos todos os serviços de habilitação e veículos ofertados aos usuários desses municípios, incluindo agendamentos.

O Detran continua acompanhando a situação da pandemia em todo o Estado e em conjunto com os demais órgãos de segurança e fiscalização. O monitoramento da barreira sanitária é importante para encaminhar decisões conjuntas que preservem a segurança dos servidores e usuários do órgão. 

“Estamos avaliando o cenário epidemiológico não apenas no oeste, mas também nas outras regiões, de forma a tomar as medidas necessárias para evitar novos contágios nas nossas agências do interior”, explica o diretor-geral do Detran, Marcelo Guedes, que complementa: "A recomendação é que usuários e servidores fiquem em casa e se protejam. Posteriormente, todas as demandas serão sanadas, sem prejudicar a ninguém e preservando a segurança e saúde de todos".