Governo do Pará entrega escola com capacidade para 1.260 alunos em Abaetetuba

06/05/2021 15h17 - Atualizada em 06/05/2021 16h46

O governador Helder Barbalho inaugurou, nesta quinta-feira (06), as novas instalações da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio São Miguel de Beja, em Abaetetuba, município localizado na Região Nordeste do Estado.

A escola tem capacidade para atender até 1260 alunos nas modalidades de Ensino Fundamental, Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Atendimento Educacional Especializado (AEE), nos turnos manhã, tarde e noite.

Durante a solenidade de inauguração, o governador Helder Barbalho destacou a importância da escola na rotina e futuro da comunidade. “Nosso planejamento é avançar para melhoria escolar de toda estrutura do Estado. Estamos hoje entregando a 59ª escola recuperada, ampliada ou, como esta, completamente nova, que chega para acolher mais de 1.200 alunos”, destacou. 

O chefe do Poder Executivo Estadual também anunciou que o município de Abaetetuba será o primeiro do Estado a receber o projeto de escolas fluviais que está sendo desenvolvido em parceria com o Governo Federal. 

“Também temos que olhar pelas escolas das ilhas. Temos mais de 70 ilhas no município e, por isto, só estamos aguardando a liberação por parte do Governo Federal, como também de um financiamento internacional, para um importante projeto que são as escolas de várzeas”, anunciou.

“Queremos iniciar esse projeto para as comunidades ribeirinhas. Abaetetuba será o primeiro município acolhido e atendido com este projeto porque precisamos chegar onde as pessoas estão”, completou o governador. 

“O Governo do Estado segue trabalhando para produzir escolas de qualidade. Estamos entregando essa nova escola que foi construída pelo Governo do Pará para atender as necessidades da comunidade e possibilitando a abertura de mil novas vagas em todas as modalidades de ensino”, explicou a secretária de Estado de Educação, Elieth de Fátima Braga.

A nova escola conta com blocos com 12 salas de aula climatizadas, biblioteca, quadra coberta, auditório, sala de vídeos e artes, além de laboratórios multidisciplinar e de informática. O espaço conta, ainda, com uma área administrativa para Diretoria, Vice-Diretoria, Secretaria, e Coordenação Pedagógica. 

Uma novidade que agradou aos alunos foi a cobertura na área comum e quadra esportiva. “Na escola antiga não tínhamos infraestrutura. Aqui o que mais gostei foi a quadra de esportes. Temos um conforto muito maior. É um sonho que muitos pais, alunos e professores queriam”, relatou o aluno Luan Santos.

Já o diretor escolar, José Ferreira, destacou que as obras garantem mais comodidade e qualidade de ensino para os estudantes, professores e toda a equipe técnica. “Sentimento de felicidade e gratidão após muita luta. É um olhar carinhoso com a educação de Abaetetuba em especial em Beja”, disse. 

A representante da comunidade, Rosa Nunes, ressalta que os moradores da região aguardaram por mais de 10 anos pela nova escola. “Quando soube que a estrutura da escola estava condenada, coloquei cadeado e tranquei o portão. Não sei se era o certo, mas estava desesperada. Hoje, a nova escola é a realização de um sonho”, afirmou. 
 
Escola histórica 

Oficialmente, a escola foi fundada em junho de 1948. Em 2021, completará 73 anos de existência. A Escola foi interditada pelo Centro de Perícias Científicas "Renato Chaves", por ter rachaduras em maio de 2017. Na época, o laudo do IML apontava “recalque de fundação”.

Desde então, a escola foi para um prédio alugado, o Instituto Maria Soares, local onde a escola funciona temporariamente. A antiga estrutura da escola será doada ao município que irá transformar o espaço em uma biblioteca pública. 

“É uma alegria muito grande ver a comunidade receber uma escola equipada como essa. Solicitamos ao governador que o prédio fosse doado ao município. Vamos construir uma biblioteca pública e o infocentro”, detalhou a prefeita Francineti Carvalho.

Além de representantes dos Poder Executivo Estadual e Municipal, também participaram do evento a deputada Federal Elcione Barbalho e Beto Faro, além dos  e os deputados Estadual  Adriano Coelho, Dr. Galileu, Ana Cunha Wanderlan Quaresma, Nilce Pinheiro.

Por Leonardo Nunes (SECOM)