Em Marabá, Sefa apreende duas carretas transportando madeira com nota 'viajada' 

A apreensão ocorreu no KM-09 da Transamazônica, feita por fiscais da Unidade de Carajás

05/09/2021 09h29 - Atualizada em 05/09/2021 10h33

Fiscais da Sefa e do Ibama verificando a carga apreendida em trecho da Rodovia Transamazônica Fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), da Unidade de Mercadorias em Trânsito de Carajás, no Sudeste do Pará, apreenderam, no sábado (04), dois caminhões transportando madeira com nota fiscal irregular. A apreensão foi no KM-09 da Rodovia BR-230 (Transamazônica), trecho em Marabá.A carga com mais de 70 metros de madeira serrada

Uma carreta havia saído do município de Tailândia, na mesma região, com destino a Barro Alto, na Bahia. A outra partiu do município de Senador José Porfírio, na região do Xingu, com destino a Itabaiana, em Sergipe.

As carretas apreendidas na Unidade de CarajásAs duas carretas transportavam 71,3 metros cúbicos de madeira serrada. "Ao fazer a análise dos documentos fiscais, a equipe da fiscalização verificou que as notas fiscais tinham sido duplicadas. Chamamos isso de nota viajada, quando tentam burlar a fiscalização de trânsito de mercadorias utilizando notas fiscais já usadas por outro veículo, para não pagar o imposto devido”, explicou o coordenador da Unidade Carajás, fiscal de receitas estaduais Gustavo Bozola.   

Foram lavrado dois Termos de Apreensão e Depósito (TADs), que somaram mais de R$ 10 mil. O valor total da carga é de R$ 34.335,00. 

A equipe da Sefa acionou o Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) para verificar a autenticidade da documentação ambiental.

Por Ana Márcia Pantoja (SEFA)