Instituições paraenses e norueguesas realizarão workshop em 2016

20/11/2015 10h07

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Técnica e Tecnológica (Sectet) sediou, nesta quinta-feira (19), a primeira reunião de trabalho voltada a discutir iniciativas concretas de cooperação referentes do Protocolo de Intenções assinado entre o Governo do Estado e o Conselho de Pesquisa da Noruega (RCN). O encontro foi conduzido pelo Diretor de Ciência e Tecnologia da Sectet, João Pinho, e contou com a participação de representantes do RCN, do Ministério de Educação e Pesquisa da Noruega, da Embaixada Norueguesa no Brasil, do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG) e da Universidade Federal do Pará (UFPA).

Dentre as ações previstas, está a realização conjunta, em abril de 2016, de um workshop sobre temas estratégicos para o desenvolvimento científico-tecnológico da Amazônia e da Noruega. Energias renováveis e eficiência energética, aquicultura, mudanças climáticas, sustentabilidade, e desenvolvimento da cadeia do alumínio estão entre os assuntos identificados pelos gestores presentes como de interesse comum entre as instituições. A intenção é que o evento seja uma oportunidade para a celebração de acordos de cooperação, convênios e contratos entre instituições de ensino, pesquisa e empresas paraenses e norueguesas interessadas nos temas a serem discutidos. 

Outra pauta debatida foi a mobilidade acadêmica e o intercâmbio de competência científico-tecnológica entre as instituições de pesquisa. A expectativa é de que sejam criadas parcerias que façam com que instituições paraenses e norueguesas ampliem, criem e consolidem programas de intercâmbio de estudantes e pesquisadores.

A partir de agora, a Sectet e o Conselho de Pesquisa da Noruega estarão em constante diálogo para concretizar os objetivos previstos no Protocolo de Intenções, dentre os quais estão o de fortalecer o vínculo entre as instituições e abrir caminho para futuros acordos de cooperação em diferentes áreas do conhecimento.“A realização desta primeira reunião após a assinatura do Protocolo de Intenções teve por objetivo iniciar de fato o processo de cooperação entre as instituições paraenses e norueguesas, para que o Protocolo não se torne apenas mero documento formal, sem efetiva continuidade.", explica o diretor João Pinho. 

Por Redação - Agência PA (SECOM)