TerPaz leva serviços aos moradores de quatros bairros da Grande Belém

Ações foram realizadas simultaneamente no Jurunas e Guamá, em Belém; Icuí, em Ananindeua; e Nova União, em Marituba

07/12/2019 12h55 - Atualizada em 12/12/2019 11h02
Por Dayane Baía (SECOM)

Crianças dos territórios receberam kits de higiene bucalConsultas médicas e odontológicas, e emissão de documentos foram alguns dos serviços de saúde e cidadania oferecidos na manhã deste sábado (7), aos moradores do bairro do Jurunas por meio do Programa Territórios pela Paz (TerPaz). As ações ocorreram, simultaneamente, também nos territórios do Guamá, em Belém; Icuí, em Ananindeua; e Nova União, em Marituba.

A doméstica Sueli Menezes chegou cedo e garantiu o primeiro lugar na fila para atendimento médicoA doméstica Sueli Maria Menezes, 47, chegou bem cedo à Escola Estadual Camilo Salgado, garantindo o primeiro lugar na fila para atendimento médico, que disponibilizou consultas nas áreas de Clínica Geral, Ginecologia e Pediatria; além de vacinação contra o sarampo; e aferição de pressão arterial. “Soube que já é a terceiro sábado, mas é a primeira vez que venho conhecer os serviços. As pessoas estão tendo facilidade de emitir documentos e assistência médica, e eu estou precisando”, contou.

Sueli não imaginava que o atendimento seria tão rápido também para quem não se antecipou, afinal, todos os presentes seriam atendidos. De acordo com a coordenadora do TerPaz no Jurunas, Delma Braga, a agilidade ocorre porque as ações ocorrem também durante a semana e, depois do dia 14 de dezembro, haverá rodízio em outra escola para abranger todo o território.

“A intenção é que não sejam ações sociais e sim, políticas públicas contínuas. A população já está se acostumando e há atendimento também durante a semana tanto na escola quanto em alguns centros comunitários. A gente vê o direito chegando perto da população, principalmente o atendimento médico. E, com a presença da Central Estadual de Regulação, os usuários saem até com outros procedimentos marcados” - Delma Braga, coordenadora do TerPaz no bairro do Jurunas.

Rosa Maria Gonçalves levou o filho Lennon Gonçalves da Costa para tirar sua carteira de identidadeLennon Gonçalves, 18, diagnosticado com Transtorno do Espectro Autista, veio com a mãe, Rosa Maria Gonçalves. “Vim tirar minha carteira de identidade para estudar na nova escola”, contou o rapaz, que acaba de atingir a maioridade. “O Lennon é autista e tirei os documentos dele muito cedo para garantir os laudos e fechar o diagnóstico. Ele ainda estava com foto de criança e agora vamos fazer o recadastramento”, complementou a mãe. Além do RG, oferecido pela Polícia Civil, a população contou com o “Projeto Meu Registro”, que emite 1ª e 2ª via de certidão de nascimento e 2ª via de certidão de óbito.

As crianças também tiveram acesso ao Odontomóvel, unidade que leva um consultório dotado de todo o aparato para fazer restauração e limpeza dentários. Cláudia Farias levou o filho Davi, 10, para emitir a primeira carteira de identidade e não desperdiçou a oportunidade. “Gostei do atendimento, fiz limpeza dental”, contou o menino, que saiu com a documentação e o sorriso em dia. Houve também palestras de saúde bucal e distribuição de kits de higiene.

Alessandra Amaral, coordenadora da Sespa no TerPazDurante a ação, houve uma visita especial em clima de Natal. “Hoje estamos trazendo o Papai Noel em todos os territórios para levar um pouquinho de alegria e saber dos desejos delas. Essa fantasia é uma forma de aproximar e fazer com que percam o medo. A saúde começa pela boca, elas precisam tratar e aprendem isso brincando. Estamos com três unidades móveis que sempre estarão nas ações do TerPaz“, explicou Alessandra Amaral, coordenadora da Sespa no TerPaz.

O programa Territórios pela Paz é a articulação de políticas de segurança e sociais que busca atingir as causas que levam à violência, por meio de estratégias e ações transversais dirigidas à conquista da cidadania e a criação de territórios socialmente mais justos e dotados de qualidade de vida mais adequada.

A primeira fase do programa foi lançada pelo governador Helder Barbalho em junho deste ano, com o objetivo de oferecer ações de segurança pública e ações de cidadania em sete bairros da Região Metropolitana de Belém: Guamá, Terra Firme, Benguí, Cabanagem, Icuí-Guajará (Ananindeua), Nova União (Marituba) e, no Jurunas.

Balanço – Após seis meses em funcionamento, o TerPaz já mostra números expressivos. Segundo a Coordenação de Articulação da Cidadania, nos meses de junho a novembro, 72.408 pessoas foram atendidas durante as ações do programa.

Ouça a matéria completa: