Informe Segup II Operação Eleições 2020 - atualizado ao meio-dia

29/11/2020 12h34 - Atualizada em 29/11/2020 16h01
Por Aline Saavedra (SEGUP)

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) divulgou às 12 horas o segundo boletim da “Operação Eleições”, iniciada às 6 horas deste domingo (29), nos municípios de Belém e Santarém. Toda a operação está sendo monitorada pelo Centro Integrado de Comando e Controle, instalados nos dois municípios que realizam 2° turno. O centro de Santarém fornece as informações ao comando estadual, por meio do Sistema Argos. Após receber os dados de cada região, o Centro Integrado do Estado repassa as informações ao CICC nacional pelo sistema Córtex.O policiamento está presente nos locais de votação para garantir a tranquilidade nas eleições

Efetivo - A coordenação do Departamento de Trânsito (Detran) constatou a necessidade de aumentar o efetivo em Santarém, no oeste do Pará, como forma de prevenção, passando de seis para oito agentes de fiscalização. Em Belém, continuam dez agentes de prontidão para qualquer eventualidade. Até o momento, não houve nenhuma ocorrência envolvendo diretamente as eleições.

O efetivo total empregado pela manhã, somando o policiamento diário mais o reforço para o segundo turno das eleições, ultrapassa 1.600 agentes de segurança pública. Atuam, no reforço, 1.424 agentes em Belém e 189 em Santarém. Há também o apoio de embarcações do Grupamento Fluvial.

Riscos - Entre as possíveis ocorrências que demandam atenção redobrada dos órgãos de segurança estão: “boca de urna”, compra de votos, ameaças, conflitos e provocações entre representantes de partidos oposicionistas, manifestações / aglomerações de eleitores às proximidades de locais de votação, transporte irregular de eleitores (rodoviário ou fluvial), logística de deslocamento dos órgãos para locais de votação de difícil acesso e bloqueios às vias públicas.

Videomonitoramento - Por meio do Centro Integrado de Operações (Ciop) é feito o videomonitoramento em tempo real dos principais corredores de veículos e pessoas, além dos principais locais de votação na RMB, com 209 câmeras.

Ocorrências - Na Escola Maroja Neto, no bairro da Pedreira, em Belém, uma eleitora se recusou a utilizar o álcool para higienização das mãos e, após a orientação para o uso, desacatou os membros da seção. A Polícia Militar foi acionada e a mulher foi encaminhada à Seccional da Sacramenta, onde foi lavrado um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Viaturas da Polícia Militar estão nas ruas fazendo rondas para coibir excessos e crimesNove pessoas foram detidas e conduzidas à Superintendência da Polícia Federal, em Belém, onde estão sendo lavrados os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO) por crime eleitoral. Todos estavam descartando material de propaganda (santinho) de um candidato em via pública, no bairro do Jurunas, por volta de 4 horas deste domingo. Após os procedimentos, as nove pessoas serão liberadas.

Lei Seca - A Polícia Civil fechou e notificou na madrugada deste domingo sete bares por desobediência à portaria que trata sobre a Lei Seca em Belém. O responsável por um dos estabelecimentos foi conduzido à Seccional para ser lavrado o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato. As ocorrências foram registradas nos bairros de Nazaré, Cidade Velha, Telégrafo e Cremação.

Boletim - A Segup informa que os próximos boletins serão emitidos às 15 e 19 h.