Pará reforça compromisso com causas e efeitos das mudanças climáticas no Global Citizen Live

Festival conta com a participação de artistas, celebridades e líderes mundiais para criar um movimento de mudanças para o clima e a desigualdade social

25/09/2021 21h57 - Atualizada em 25/09/2021 22h31

O estado do Pará se fez presente no Global Citizen Live, neste sábado (25). O evento global tem o objetivo de unir o mundo para defender o planeta e derrotar a pobreza. Transmitido de 6 continentes, o festival conta com a participação de artistas, celebridades e líderes mundiais para criar um movimento de mudanças para o clima e a desigualdade social.

Durante o intervalo dos shows, foi exibida uma mensagem do governador Helder Barbalho, que foi desafiado nas redes sociais pela banda Coldplay contra a crise do clima. “Num contexto em que a ciência tem nos mostrado que os limites de nossa existência estão sendo testados como nunca. Sabemos que justiça social e um mundo menos desigual só serão possíveis se entendermos, todos juntos, que desenvolvimento não é nada sem meio ambiente.

O estado do Pará, na Amazônia brasileira, está comprometido em cortar em 86% das suas emissões até 2036 e zerar essas emissões antes de 2050. Com o festival nós reforçamos o nosso compromisso em ampliar o número de áreas protegidas, planejar o estado sob um olhar das mudanças climáticas e estimular o manejo florestal sustentável, uma das nossas maiores vocações. O cidadão global é aquele que sabe que todos nós vivemos num só planeta e que ninguém pode ficar para trás. Que cada árvore, que cada rio e cada família amazônida importam para todos nós”, ressaltou o governador. 

A Global Citizen Live faz parte da campanha global 2021 da Global Citizen, um Plano de Recuperação para o Mundo. O Plano de Recuperação se concentra em cinco objetivos fundamentais: acabar com o COVID-19 para todos, acabar com a crise de fome, retomar o aprendizado para todos, proteger o planeta e avançar a equidade para todos.

O secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Pará apresentou, no palco de Nova York, os compromissos do estado em combater as causas e efeitos das mudanças climáticas. “Meu estado no Brasil é o portão para a Amazônia. Manter seu patrimônio natural e cultural é essencial para deter as mudanças climáticas através de seus poderes absorventes de carbono. E seus povos indígenas e comunidades tradicionais são nossos parceiros. Cidadãos globais falaram sobre este assunto e é por isso que hoje, tenho o prazer de anunciar que vamos: criar pelo menos 3 novas Áreas Protegidas, expandir em 25% a área de manejo florestal sustentável e estabelecer planos de mitigação e adaptação das mudanças climáticas, e alcançaremos emissões líquidas zero antes de 2050 com metas de 2030 para evitar mais de 1,5 graus de aquecimento”, disse Mauro O’de Almeida. 

O evento contou com apresentações de todo o mundo, incluindo: Lagos, Londres, Los Angeles, Nova York, Paris, Rio de Janeiro, Coréia do Sul e Sidney.

Por Bruna Brabo (SEMAS)